segunda-feira, 16 de junho de 2008

Zoando

Uma gataça angorá, duas gatinhas siamesas, um preá - e lá fomos nós visitar a bicharada no Zôo. Devo ter ido quando criança - não me lembro.

Portei-me bem, acho. Ainda em casa - embora não prontamente, preciso confessar, preferiria almoçar em Macacos - atendi ao ronronar das felinas; no parque, vencemos com sorrisos a distância entre os bichos; suportamos com vistas grossas os papéis, restos e lixos que cresciam no solo, brotos da má-educação; e até quando uma das gatinhas, extenuada, miou incessantemente seus lamentos, nossa disposição e humor permaneceram fortes.

Como dizia, de minha parte não houve registro de incidentes. Sobrevivi, inclusive, ao passeio em torno do Serpentário; engoli o medo, fiz cara de bravo que a gente aprende no Jequitinhonha e cheguei ao fim incólume. Micos, só os das jaulas.

Não só micos. Foi impossível ver tudo, mas conferimos leões, órix (órixes?), veados, cervos, onças pintadas e pardas, chimpanzés e Idi Amin (ainda solteiro, garotas), jacarés-do-papo-amarelo e tartarugas, girafas, avestruzes, elefantes, rinocerontes.

Houve, também, momentos de digressão. Caminhando, eu me distraía pensando no almoço, o que fazer para alimentar a gataria. Seria o frango suficiente? Não, talvez, não; seria preciso um macarrão, legumes e molho à bolonhesa; passar no supermercado, comprar queijo parmesão ralado, azeitona e ervilhas. Quem sabe uma farofinha? Hmm, a grana está escassa, mas um restaurante com playground pode ser boa idéia...

Enquanto me perdia nessas tarefas iminentes e elucubrações, a bela também divagava. Por acaso, na seção dos grandes gatos.

- Deve ser muito bom levar essa vida, não? Ficar aí na sombra, parado, o dia inteiro.

- Mas, amor. Esses bichos não fazem nada!

- Óbvio.

- Só comem e dormem!

- Exatamente.

- Mas...

- Se você não precisasse caçar, ia gastar energia à toa? Ficar fazendo graça pra turista?

Ainda preocupado com o que teria de fazer para garantir o almoço do bando, me ressenti:

- Por que não? É o emprego deles! Eles ganham pra isso! Exijo piruetas, rugidos, acrobacias!

3 comentários:

nanda disse...

Um dos meus passeios prediletos!!! Vcs não visitaram o hipopótamo?

Bjo!!!

RICARDO CHÁCARA disse...

VOCE ESTA SE SUPERANDO....ABRAÇO

Rubão disse...

Ricardo, esse é o problema: eu precisaria superar alguém melhor.